quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Acidentes

Postado e Escrito por Renata Palombo

Eu queria começar escrevendo este texto dizendo que todas as mães gostam muito de seus filhos, mas infelizmente não poderei, porque sabemos que nem todas gostam, mas acho que dá pra começar o texto dizendo que a grande maioria das mães gostam dos seus filhos e gostam muito.

Eu gostos muito, muito, dos meus filhos, mas preciso confessar que a rotina e a correria do dia a dia as vezes me impedem de dar conta disso... Eu sei que faço por eles diariamente muitas coisas por amor, mas as vezes estas coisas ficam tão mecanizadas que parecem ser apenas mais uma de nossas tantas obrigações... Aí, de repente, no meio dessa confusão mecanizada, rotineira e de pouco contato com nossos sentimentos acontece um ACIDENTE.

Sinceramente eu não sei para que servem os acidentes e longe de mim dizer que eles servem para descobrirmos que amamos um filho, porque um filho nós amamos cada dia um pouquinho mais... No entanto só quem já passou por uma situação de acidente com um filho é que vai entender o que estou dizendo, porque sabemos que os amamos, mas na hora em que nos vemos diante da possibilidade de perdê-los parece que tudo isso vem à tona numa intensidade tão maior que é impossível explicar. Nos damos conta que esse amor é muito maior do que achávamos que era e temos medo de passar a viver sem aquele filho na nossa vida, mesmo que por muitas vezes tenhamos pensado como era mais tranquila nossa vida sem eles.

Descobri também que um acidente nos ajuda a lembrar que pessoas são muito mais importantes que bens materiais. Dois dias depois do acidente, meu marido derrubou a máquina fotográfica dentro da água... Incrivelmente eu não me importei!!! Que quebre a máquina, que quebre o carro, que quebre a casa... mas que nunca se “quebre” um FILHO.

Eu sei que ao assumirmos a maternagem assumimos também os riscos de acidentes com nossos "pequenos", mas eu juro que não quero nunca mais precisar deles para lembrar que pessoas valem mais do que objetos e muito menos para lembrar que não sei viver sem meus filhos.

5 comentários:

Brasileira sim Senhor disse...

Poxa Re espero que esteja tudo bem!! E que nenhuma mãe precise de acidentes assim. Super bjs

Renata Palombo disse...

Eloá, graças a Deus está tudo bem sim!! Obrigada por se importantar...

Dedé. disse...

Nossa Rê, foi nas férias?? ( a curiosa, vc sabe)...
Penso nisso, nesses riscos que assumimos quando nos assumimos mães. Dá até arrepio.
Bom saber que o "susto" já passou.

Beijos nos corujinhas, viu, ô mãe coruja.

Anônimo disse...

afff da ate frio na espinha...

Karina BJ disse...

E embora nenhum de nos gostemos de sentir dor ou sofrimento, nestas hora tudo o que queremos é que toda a dor deles seja transferida pra nós pra vê-los livres disto e totalmente bem nao é?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...