Sobre o Blog




Para falar como "nasceu" meu blog acho que preciso falar sobre como nasceram meus filhos.

Sou mãe por adoção. Adoção Tardia. Quando meus filhos chegaram, embora eu sentisse tudo muito parecido com qualquer outra mãe que ganha um filho, o olhar das pessoas sobre mim e minha família, infelizmente não era nada parecido com o olhar que se tem para mães que gestam e parem biológicamente. Ou as pessoas me tratava como uma "louca corajosa" ou como uma "santa altruísta". Por vezes senti o peso destes olhares, tendendo a crer que eu realmente era uma "aberração".

O fato é que conforme fui vivendo a maternagem, conversando com outras mães amigas e até nos atendimentos do meu trabalho fui me dando conta de que minha história era diferente, mas os mecanismo psíquicos e os sentimentos eram muito semelhantes. Compartilhava com elas as mesmas dúvidas, angústias, medos, culpas, dificuldades, corujices, dedicação, preocupações... Mesmo meus filhos tendo nascido para mim de forma "diferente" (se é que eu posso usar esta palavra, uma vez que ninguém nasce da mesma forma que ninguém), eu sinto, temo e desejo as mesmas coisas que qualquer outra mãe.

Diante desta descoberta, digo, desta constatação, comecei a sentir um desejo enorme de falar para o mundo que eu era apenas MÃE. Com todas as diferenças e peculiaridades da minha história e da minha personalidade eu não era mais e nem menos do que ninguém. Se por um lado eu tenho alguns "buracos" na construção da minha maternidade, por outro lado outras mães também tem os "buracos" delas nas construções das maternidades delas, e isso eu posso falar com muita propriedade porque trabalho diariamente com mães e ao longo da minha carreira profissional já atendi, por baixo, cerca de 8.000 (oito mil) delas.

Além disso "descobri" também que aprendemos com nossos filhos muito mais do que eles com a gente e que em cada dia há novas descobertas...

Contaminada pela deliciosa sensação de todas essas descobertas e pelo desejo de dividir isso com o outras pessoas que NASCEU O MEU BLOG!!!

O principal objetivo do meu blog é justamente dividir com outras pessoas minhas descobertas enquanto mãe e de conhecer também as descobertas de outras mães. Falamos aqui sobre o que nossos filhos nos ensinam, sobre culpa, medos, dúvidas, confusões, mas a cima de tudo sobre amor. AMOR DE MÃE.

Meu blog não tem como objetivo promover a adoção, embora seja inevitável pra mim falar muito sobre este assunto.

Meu blog também não tem como objetivo exaltar a adoção, mas incluí-la como mais um caminho possível e real para se tornar MÃE!

A escolha do nome "Descobrindo a Maternagem":

Descobrindo porque descubro coisas e mais coisas sobre este mundo da maternagem diariamente.

Maternagem porque acho que é o termo que melhor me define, a propósito define melhor qualquer mãe que de fato assume o SER MÃE!

Renata Palombo

11 comentários:

Karina disse...

Tenha certeza que fazer este blog foi uma decisão muito acertada porque possibilita a nós ( outras mães) a compartilhar os nossas emoções e descobertas tbm ! Parabéns e obrigada!

Kitty disse...

Renata!
Abençoado dia em que você decidiu montar esse blog!
Parabéns!
Já me ajudou muito, encontrar pessoas que compartilham dos mesmos sentimentos que nós é maravilhoso!

Juliana disse...

Concordo q foi uma decisao muito acertada. Alem de permitir pormos pra fora coisas boas e nem tao boas sem sentirmo nos diferente. Seu tema coloca todas as maes em igualdade, mesmo q com filhos de estilos tao diferentes. Continue e nao desista, deu o primeiro passo continue, se brecar um monte cai. Parabens.

Luz Editora disse...

Parabéns Renata, pela iniciativa do blog e pela coragem de ir contra a tendência social no processo de adoção.

Gosto muito do seu filho Diego, ele é meu amigão. Sua filha Natália tem se destacado no ambiente da juventude da igreja, pelo que também parabenizo você e o Alex.

Admiro vocês desde antes de se tornarem pais, agora mais ainda!

Que Deus continue abençoando imensamente o lar de vocês.

Sinceramente,

Renata Marques disse...

É sempre bom ouvir sobre adoção, ainda mais sendo tardia, algo mais raro. Tenho 3 filhos biológicos e lá no fundo do coração guardo a esperança de ter mais um por adoção, que pode até já ter sido gerado!

Jan disse...

Parabéns Ré esta iniciativa é um sucesso. Você está apoiando várias mamães e futuras mamães!!! Que Deus ilumine muito sua família e que continue locomoção este trabalho brilhante !!!

Beijos

Jan

Cris Fagá disse...

Gostei demais dessa historia, sabia? Mesmo... Tenho agora que fuçar o blog... rs..

Renata Palombo disse...

Amei todos os comentários de vcs!! Todos tb são muito especiais pra mim e me ajudam na construção desse trabalho q eu amo tanto fazer. Continuem prestigiando meu blog!!

lucianecruz disse...

Amo o teu blog!! Deus abençoe sua família hoje e sempre!! Beijos, Luciane http://gravidezinvisivel.wordpress.com

Unknown disse...

parabens pelo blog, td sou mae adotiva ha 02 meses de um lindo menino com 8 anos de idade..desde o inicio do processo optamos pela adoçao tardia, estamos na fase de adaptaçao, ele é uma criança tranquila, querido, mas como li no teu blog, "quem nao tem recursos internos para lidar com ingratidao nao tenha filhos"..é bem por ai mesmo...mas nesse pouco tempo de convivencia estamos aprendendo a sermos pais e ele a ser filho.

Joyce Martins disse...

Re estou lendo o blog sempre que posso,tudo perfeito,as matérias maravilhosas;dia a dia aprendemos algo novo,aprendemos e vemos nossos filhos em outros ângulos,ser mãe e um aprendizado constante.Parabéns pelo blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...