quarta-feira, 16 de novembro de 2011

O que eu virei???

Postado e Escrito por Renata Palombo
Depois que eu virei mãe eu acho que virei também uma "coisa" que eu nao sei que nome tem.

Ontem foi feriado... um feriado prolongado...

Eu acordei com alguém falando "mãe" e quando eu abri os olhos eu vi uma mão fechada com uma canetinha no meio de cada dedo, fazendo uma espécie de mão com garras (sei lá o que era aquilo)... antes mesmo que eu pudesse falar qualquer coisa veio a pergunta: "Mãe, você sabe como escreve Wolverine?" Imaginei que aquela era a mão do Wolverine... Pensei: "Quem é Wolverine? Acho que além de mãe eu virei também uma espécie de adivinha".

Depois que eu levantei, lavei louça, fiz comida, lavei louça, guardei as compras, lavei louça, almocei, lavei louça. Coloquei a roupa de molho e tentei esfregar freneticamente cada roupa do Diego que estava marrom, mas que era de qualquer outra cor... não aguentei esfregar toda a roupa... pedi ajuda do marido... bati 3 máquinas de roupas e fiz um malabarismo para conseguir estender tudo em uma apartamento minúsculo. Pensei: "Eu fazendo tudo isso no feriado? Acho que virei dona de casa."

Mas pra falar a verdade eu acho que estou longe de ser dona de casa, porque fiz tudo isso que escrevi acima, mas acordei as 13:00h, entrei no meu facebook, li todos os meus emails, joguei um joguinho  no computador, dei atenção pro marido, assisti um filme na HBO Family e um pedacinho de "Fina Estampa"... Pensei: "Fiz tudo isso num único dia? Acho que eu virei multiplicadora de tempo".

Quando tudo parecia tranquilo, já seguindo para a hora de dormir, lá por volta das 21:00h chegou a Natalia do acampamento da igreja com lama até no pescoço. Roupas, bolsa, mala, cobertor, calçado... tudo a "pura lama"... Quis chorar... Eu e meu marido simplemente começamos tudo de novo... esfrega roupa, poe maquina pra bater, acha lugar no apartamento para estender, poe o Diego no banho, coloca na cama, conta história, ajuda a Naty a organizar algumas coisas... Pensei: "Acho que virei louca".

O feriado se foi... Meus filhos estão aqui... felizes por tudo o que viveram nos úlitmos dias cheios de atividades para os dois (acampamento, visita a casa dos amigos, festa de aniversário, passeio no shopping...).

Agora, 1 hora da madrugada, estou aqui escrevendo este post, esperando a ultima máquina de roupas parar de bater e senti orgulho do que virei. O que eu virei??? Acho que não virei nada além...

Pensei: "Acho que não virei nada além de somente MÃE!!!

6 comentários:

Juliana Palombo disse...

veja pelo lado bom... dizem q ser mae é padecer no paraíso? rsrsrsrsrsrssrsrsrsrs

Beijossssssssssssssssss

Alex Trindade disse...

Você virou a Super Mãe!! Com poderes altamente desenvolvidos para dar um super jeitinho nas coisas...rsrs
Pois é, para quem até pouco tempo não pensava em ter filhos, e depois que chegaram causaram vários turbilhões de sensações e sentimentos, tenho a plena certeza de que estamos no caminho certo, com muita coisa ainda para aprender, é claro, mas hoje acertando mais do que errando...
Minha vontade era de ter jogado as coisas cheias de lama da Naty no lixo, mas vale cada sofrimento em prol da felicidade dos teus filhos em ter feito algo muito legal para "ELES".

Célia disse...

Muito, muito bom este artigo.Prepare-se porque certamente virará muitas outras mães: mãe que ora, mãe amiga, mãe briguenta, mãe-sogra, mãe que acalenta, mãe que fica 'maluca", e descobrirá ao final de tudo que elespodem até crescer, porém você permanecerá mãe pra toda a vida!

Renata Palombo disse...

É verdade, ne??? Qtas mães eu poderia ter citado neste post!!!

Gi Deotti disse...

Re, tenho uma filha. E tambem, me sinto e me vejo assim. Como mudamos? Como nossos valores e ideais mudaram. Me sinto feliz ...

Renata Palombo disse...

Gi, a maternagem realmente modifica muitas coisas em nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...